Nonsense Lyrics – Golden Country Punk (EP)

1458302100742.jpg
foto por Mário Alencar

Ele é canhoto, hiperativo, simples, amável, sensível, teimoso e tem um black power bem tratado – enfím, um fofo. Estamos falando do nosso lançamento da semana, o membro mais querido da Crooked, Gellyvan Fernandes – lançando seu pseudônimo, Nonsense Lyrics e seu primeiro trabalho, Golden Country Punk.

Você nunca ouviu falar desse homenzinho por aí (entendam a piada como for, hehe), vai vê porque Gelly nunca fez questão de se exibir para a sociedade, sempre alí – na dele. Ele odeia internet, odeia gente moderna; prefere ouvir bossa nova com amigos íntimos enquanto degusta uma vodka de 2ª.

O disco é um pequeno e virtuoso EP – as violas, contra-baixo, escaleta e guitarras foram executados pelo próprio, da sua maneira drunk – e as letras, sinceras e diretas. Seus vocais são desleixados e nada melódicos, e as canções lembrando horas o folk do Neutral Milk Hotel ou Bob Dylan – tirando a faixa Miopia Astigmatismo (como?!), com aquele groovezinho no baixo e uma guitarrinha esperta levando aquele funk do big Tim Maia.

Mário Alencar (Mario The Alencar; Sketchquiet) colaborou no registro, assumindo guitarra e gaita nas faixas My Own Funeral  e Lost Roads; Mário também produziu o EP.

A fotografia irada da capa é de Felipe Lemos, também chegado da galera e quase um mascote (hehe).

Nota final: Se você pensa que vai ouvir por aqui mais um daqueles ”playbas” do folk de MCZ querendo status para conquistar a mulherada, vai caindo fora! póis Nonsense Lyrics e seu Golden Country Punk é para os que apreciam a boa alma singela.

por Mário Alencar


Ouçam agora na íntegra:

 

 

 

Anúncios