Fantasmas de Marte – Atmosfere (EP)

img_8376


Atmosfere, último lançamento do Fantasmas de Marte, reúne em seis ótimas canções tudo o que a cena atual padece: sinceridade e distorção.  A banda alagoana é formada por Fernando Pinheiro, responsável pelos vocais, guitarras e composição das letras; Normando Galdino, bateria e backing vocal  e Daniel Costa no contra-baixo. As músicas transcorrem de forma fluida, bem encadeadas, em camadas de guitarras, poesia e peso. A banda parece ter acertado na construção e no formato das músicas revezando momentos de explosão com curtos estágios de calmaria.

Uma miscelânea de influências parece delinear o som dos caras, desde punk ao indie rock, com guitarras melódicas e agressivas executadas na medida certa para cada música. Destaque para as texturas e riffs de guitarra e os vocais expressivos de Fernando Pinheiro. As letras são introspectivas e, até certo ponto, espirituais reforçando uma tendência da banda em explorar questões com foco em temas pessoais. Esta característica do EP, de fato, é um ingrediente interessante, pois fornece ao ouvinte a real sensação de estar numa atmosfera sonora densa e melódica.

A faixa título, Atmosfere, primeira do disco, costura uma cativante levada de guitarra e baixo de forma curiosa. Nesta os alagoanos não economizaram em criatividade com belas texturas de guitarra e divisões de bateria bem construídas. Em seguida vem a rápida Bolseiro com melodia grudenta e cheia de na-na-nas. Forte candidata a “hit do disco”. Luar é mais cadenciada e marca  o início de uma mudança na pegada do disco de forma necessária. A maldição, uma espécie de anti-clímax do novo registro, mostra a grande versalidade de composição da banda: solos de guitarra e mudanças bem sacadas de bateria, com ataques precisos. Cenáticos parece tomar bastante de uma possível fonte hardcore, rápida e precisa, mas sem ser clichê. Ondas Artificiais possui arranjo bem trabalhado e talvez seja a música de arranjo mais complexo aqui, com temas de guitarras cheias de delay e um ótimo trabalho com chimbal do baterista Normando Galdino. Digno de nota também é a levada de baixo de Daniel Costa, a qual sobressai de maneira pontual e sem a qual, a música não teria o mesmo charme.

A Fantasmas de Marte é indicada para aqueles que curtem som pesado, com riffs bem desenhados, mas que não dispensam boas linhas melódicas e letras marcantes. A banda mostra em Atmosfere grande competência técnica e artística e fornece um alento às nossas pobres almas, como eles mesmos dizem na faixa título, em “Um mundo repleto de dor”. Sou obrigado a concordar.

por Leonardo Oliveira


Ouçam agora na íntegra:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s